GBarbosa. Tudo pra você!

Cadastre-se

Fatura Online. Clique Aqui!

Nutricionista dá dicas para combater a obesidade infantil

31 maio 2017   |   categoria > noticias
alimentacao_saudavel

Estima-se que 15% das crianças no brasil estão obesas, segundo o IBGE. Somente no Nordeste, 28% das as crianças de 5 a 9 anos já estão acima do peso, este que é um dos maiores problemas de saúde pública do mundo. A obesidade está diretamente ligada à má alimentação e a escolhas que não compõem uma dieta balanceada na hora de fazer o supermercado. Sábado (03/06), é o Dia de Consciência Contra a Obesidade Mórbida Infantil, e para lutar contra esse problema de saúde pública, a nutricionista do GBarbosa, Ione Camara dá dicas essenciais:

 

“O caminho para que as crianças escolham alimentos saudáveis é estabelecer limites e educar sobre como é possível comer de maneira equilibrada e gostosa. “O exemplo e as escolhas dos pais são essenciais para a educação dos filhos para uma vida saudável”, pontua a nutricionista do GBarbosa.

 

Dicas:

  • Escolha alimentos saudáveis, principalmente como frutas e verduras;
  • Faça o consumo equilibrado de frutas;
  • Procure consumir massas integrais;
  • Opte sempre por carne vermelha com pouca gordura, ou frango e peixe;
  • Aposte em alimentos como ovos, leite, feijão, ervilha, lentinha, grão-de-bico e soja;
  • A forma de preparo também é fundamental: prefira os assados do que alimentos fritos.

 

Nívia Sampaio é mãe de João, de apenas 4 anos. Ela trava uma batalha diária para fazer com que o filho se alimentar bem. Embora ele ainda não esteja acima do peso, a mãe é cuidadosa com a alimentação e incentiva o esporte. “Quando ele era menor, comia frutas e verduras, mas agora está mais resistente e quer escolher o que come e não come. Além disso, adora bebidas com chocolate e salgadinhos, mesmo sabendo que não fazem bem à saúde. No supermercado, João diz: “Mãe, compra esse doce”, comenta Nívia, que insiste em incluir alimentos saudáveis no cardápio do filho que faz natação e sempre acompanha a mãe nas caminhadas aos domingos por praças e avenidas.

 

Crianças obesas têm grandes chances de desenvolver hipertensão, diabetes, problemas cardíacos, ortopédicos e respiratórios, além dos prejuízos psicológicos, como baixa autoestima, isolamento social e depressão. A nutricionista alerta que comer de forma saudável e fazer atividades físicas são determinantes para combater a obesidade infantil. “A falta de exercícios, somada ao consumo excessivo de alimentos ricos em açúcares e gorduras contribuí para o avanço da obesidade entre as crianças”, finaliza Ione.

Orkut Facebook Twitter E-mail Voltar ao Topo
Supervisor